quem será?

pêssego rosado
cuja pele macia
meus lábios tocam
suavemente
teu cheiro extasia, provoca
tua polpa rica mordo
com vontade e fome
e com sede
de teu licor me embebo
doce e cheio de vida
me inebria a alma
com prazer e desfrute
te rompo e és meu, és eu
parte de mim
e me dás assim tua força
e já sou assim também tu
duas substâncias — vida
uma substância — mais vida

Um comentário:

Pamela + disse...

Olá !!
Apesar de não entender praticamente nada de "esperanto", eu gostei muito das poesias =)

** Até mais. **